Covid-19

Parlamento avança com testes rápidos a trabalhadores e deputados

Parlamento avança com testes rápidos a trabalhadores e deputados

A Assembleia da República prepara-se para usar testes rápidos em todos trabalhadores e deputados para o diagnóstico da covid-19.

Ainda não se sabe quando será possível avançar. "Há procedimentos legais que é necessário respeitar para a sua contratação", justifica o gabinete do secretário-geral da Assembleia da República. Mas o certo é que o plano já está a ser feito. O Parlamento está a preparar uma operação de testagem à covid-19, que abrangerá todos os que trabalham no Palácio de São Bento, com recurso a testes rápidos.

"Relativamente à realização de testes rápidos (testes de deteção de antigénio), tendo presente as orientações da Direção-Geral de Saúde, está a ser preparada a sua implementação no âmbito do rastreio e do diagnóstico da doença", confirma, ao JN, o Gabinete do secretário-geral.

A medida surge numa altura em que o Parlamento alterou as regras de presença dos deputados e Eduardo Ferro Rodrigues sugere que os plenários passem a semanais.

É que a covid-19 já chegou ao Palácio de S. Bento, tendo já afetado sete funcionários, três deputados e dois elementos dos grupos parlamentares.

Atualmente, conforme adiantou ao JN o Gabinete do secretário-geral, "ainda estão positivos: um deputado, três funcionários parlamentares, um elemento dum grupo parlamentar".

"Por terem contactado com caso positivo ou por ter sido determinado o isolamento profilático de filhos menores, encontram-se em isolamento profilático três deputados, três funcionários parlamentares e quatro elementos de grupos parlamentares", informa ainda o gabinete do secretário-geral.

PUB

Além disso, duas crianças da creche do Parlamento testaram positivo, o que obrigou ao encerramento daquelas instalações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG