Imagens

Últimas

Manuel Molinos

O que os olhos não veem

Estamos em Washington. 2054. Um departamento policial consegue prever o crime através de uma equipa constituída por uma espécie de agentes de segurança videntes. São três. Têm visões e os culpados são culpados antes de o serem. A história futurista é contada por Steven Spielberg em "Minority report", baseada no conto de K. Dick. O escritor psicadélico, cheio de paranoias, com cinco casamentos provavelmente desfeitos pelo vício das anfetaminas, mas que, de alguma forma, antecipava os novos tempos com a sua ficção científica.

Manuel Molinos

A corrida aos 125 euros

Curiosidade ou necessidade? A pergunta colocou-se ontem de manhã quando milhares de portugueses acederam aos extratos bancários para confirmarem se a transferência do apoio extraordinário de 125 euros que o Governo concedeu às famílias já tinha sido concluída. A curiosidade ou a necessidade fez com que as aplicações e sites de acesso às contas de vários bancos ficassem em baixo. A dificuldade na utilização dos serviços afetou, pelo menos, a Caixa Geral de Depósitos, o Santander, o Montepio e o Novo Banco, impedindo uma série de outras operações simples, como pagamentos, transferências bancárias, etc.

Manuel Molinos

Salvar o gás e o inverno dos ricos

Não passaram muitos anos desde que o ex-ministro Matos Fernandes defendeu que uma família de quatro pessoas podia viver com uma potência de energia contratada de 3,45 kVA, e, desse modo, dar um bom exemplo de eficiência energética. A sugestão, discutida em sede de Orçamento do Estado, gerou polémica. Por exemplo, com os 3,45 kVA não é possível usar simultaneamente dois discos de uma placa de indução ou pôr a funcionar ao mesmo tempo uma máquina de lavar roupa e outra de louça. A Deco não teve dúvidas: "O Governo está a pedir aos portugueses que abdiquem de qualidade de vida e de conforto".