Imagens

Últimas

Manuel Molinos

A rebelião dos "dói-dóis"

"Olá, somos a Rebelião da Extinção. Roubamos o microfone a António Costa e bombardeamos o primeiro-ministro com aviõezinhos de papel. Estragamos a festa do PS e protestamos contra a construção do novo aeroporto do Montijo". Foi assim que os ambientalistas rebeldes se apresentaram aos portugueses, nas vésperas do aniversário da Revolução. Já com mediatismo garantido, seguiram-se as queixas após terem estado no palco sem autorização lado a lado com o líder do Governo. "Fomos agredidos de forma gratuita". São estes os novos métodos de protesto? Ir à luta, mas depois lamentar as feridas, mesmo que desafiando as autoridades?

Manuel Molinos

Trabalhar até morrer

Ao estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que nos diz que vamos ter de trabalhar até morrer, o Governo acena-nos com um novo aumento real do valor das pensões em 2020. Em quem podemos e em que devemos acreditar? Em período de pré-campanha eleitoral, e num momento em que vemos o Mundo, incluindo Portugal, a silenciar a todo o custo figuras incómodas que divulgaram informações embaraçosas para governantes e poderosos de outras áreas, temos mesmo razões para ficar alarmados.

Manuel Molinos

Já é tarde para evitar a morte deles

O massacre na Escola Estadual Raul Brasil de Suzano revela o fracasso desse tal algoritmo que não permite fotos de uma mãe a amamentar ou de nus nas redes sociais, mas que também não lê, não identifica, nem avisa para a foto de um jovem armado e mascarado prestes a semear a morte. Antes do ataque, Guilherme Alan, de 17 anos, exibiu no seu perfil do Facebook a arma, com a indicação "a viajar para São Paulo", local onde se deu a tragédia. O algoritmo foi cego, surdo e mudo, como todos os seus seguidores. Não haveria ninguém que estranhasse os posts deste adolescente? Todos os dias somos incentivados a denunciar o vizinho que maltrata a mulher, o aluno que faz bullying ao professor, o patrão que faz assédio ao empregado, mas em que momento é compreensível que um menor armado se publicite nas redes sociais sem que ninguém o denuncie?