O Jogo ao Vivo

Imagens

Últimas

Rui Sá

Temos o direito de saber

Cresci a ouvir que o Porto era a "cidade das três pontes". E que pontes! A D. Maria, de Eiffel, a D. Luiz, de Seyrig, e a da Arrábida, de Edgar Cardoso, todas elas com caraterísticas que as tornavam distintivas em termos internacionais e que se transformaram em ex-líbris da cidade e do país. Depois, já adulto, vi surgirem novas pontes que, independentemente das suas relevantes caraterísticas, designadamente a de S. João, da autoria também, de Edgar Cardoso, não têm a mesma relevância arquitetónica e mesmo técnica (Freixo e Infante).